na cidade

Vêm aí as poeiras do Saara e 40 graus — o clima do deserto está a caminho de Portugal

Uma massa de ar quente vinda do Norte de África vai provocar um aumento das temperaturas nos próximos dias.
Cuidado com o sol.

Depois de uma ligeira descida de temperaturas nestes primeiros dias da semana, o calor vai voltar em força mesmo a tempo do fim de semana. O melhor é ir preparando o fato de banho e o protetor solar, até porque com os elevados índices de radiação UV previstos nos próximos dias vai precisar dele. 

As temperaturas máximas podem ultrapassar os 35 graus em algumas regiões do continente na sexta-feira e no sábado e, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê-se um aumento do risco de incêndio. 

A situação deve-se a uma massa de ar quente vinda do Norte de África, que vai provocar uma subida de temperaturas e níveis de calor que não se verificavam há cerca de 20 anos. Além da onda de calor, a massa de ar quente do Norte de África pode voltar a trazer poeiras do deserto do Saara.

Os termómetros podem mesmo vir a bater recordes, com valores acima do normal para esta altura do ano. O interior do País vai ser o mais afetado, com temperaturas que podem chegar quase aos 40 graus no final da semana. Na capital, a previsão é de 34 graus para sábado.

Se aproveitar o fim de semana para sair à noite, pode deixar o casaco em casa. As noites também vão ser quentes, com mínimas a rondar os 20 graus no Algarve e os 17 e 18 graus em Lisboa e no Alentejo. O IPMA aconselha proteção especial nas horas de maior calor durante o dia, como a utilização de óculos de sol com filtro UV, protetor solar, chapéu e evitar a exposição ao sol. 

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA