na cidade

Oreo: a cadela seixalense que é uma verdadeira estrela no Instagram

Os donos lançaram o projeto online oreo.le.frenchie em abril e já têm mais de 1000 seguidores.
É uma fofura.

A 12 de março deste ano, o casal seixalense Diana e Nuno adotou a Oreo, uma cadelinha bulldog francesa que completou um ano precisamente no dia em que conheceu os novos donos. Pouco mais de um mês depois, a 18 de abril, os jovens decidiram criar uma página de Instagram oreo.le.frenchie onde a Oreo se tornou a principal protagonista. Assim que a conta foi lançada, o número de seguidores não parou de aumentar. 

“A página surgiu de forma natural como uma brincadeira. A Oreo trouxe-nos momentos felizes e engraçados e achámos que deveriam ser partilhados. Partilhamos o dia a dia dela, o que fazemos, onde a levamos, as traquinices dela. Não temos publicações obrigatórias. Quando os momentos surgem fotografamos e partilhamos com os nossos amigos, familiares e restantes seguidores. Aproveitamos todos os momentos em que estamos com ela para captar imagens e vídeos”, começa por explicar o casal.

Apesar de estarem sempre prontos a carregar no botão para juntar ao álbum digital mais fotos, Diana e Nuno consideram que é importante que os três tenham o seu tempo em família. “Gostamos igualmente de dedicar-lhe tempo e atenção sem estarmos preocupados em registar tudo”, partilham com a NiS.

No entanto, a verdade é que este pequeno projeto online, embora com grande naturalidade, teve um crescimento brutal. Do nada, contas de outros patudos e de fãs de animais começaram a seguir e a interagir com a página do Instagram de Oreo.

A protagonista desta história.

“Vamos tentar passar a mensagem de que os animais também têm uma personalidade forte e muito amor e carinho para dar a quem cuida bem deles e os encara como sendo família. Pretendemos mostrar os melhores locais do nosso concelho e do País onde a Oreo adora passear e todos podem levar os seus patudos. Usamos esta página para mostrar atividades e brincadeiras que todos podemos ter com os nossos patudos e o quão divertido é para eles e para nós”, esclarecem os jovens seixalenses.

O difícil, muitas vezes, é captar a fotografia perfeita. Oreo é uma cadela que, apesar de energética, não abdica de uma boa sesta. Graças a isso, os donos conseguiram compilar centenas de imagens dela a dormir. “Essas são as mais fáceis”; confirma o casal. Agora o problema surge quando a cadelinha está na sua máxima energia. “É aí que conseguimos captar os momentos mais engraçados. A parte mais complicada é mesmo conseguir uma fotografia focada quando ela está entretida na brincadeira”, contam.

A chegada da Oreo ao seu novo lar

A ligação desta frenchie com Diana e Nuno não começou há muito tempo. Ainda assim, os donos reconhecem que foi uma conexão tão forte que parece que cuidam da Oreo desde pequenina. “Obedece-nos e respeita-nos como se tivéssemos sido sempre os seus únicos donos”, confessam.

Porém, não foi de todo assim. A bulldog francesa foi dada por um colega do trabalho de Nuno, que é militar de profissão. O antigo dono de Oreo tinha-a adotado para que pudesse fazer companhia a um outro bulldog francês que já tinha. Só que as coisas não correram bem.

“A Oreo e o o outro cão não interagiam muito e tendo já o animal uma ligação criada com o dono, a Oreo ficava um pouco de parte e com ciúmes. Devido a mudanças profissionais na sua vida, o antigo dono viu-se com poucas condições para ter os dois animais e sabendo que nós gostávamos de adotar um cão, perguntou-nos se quereríamos ficar com a Oreo”, explica o casal.

Desde que a Oreo está com os novos donos que se revelou muito diferente do que tinha sido até então. Segundo o que nos conta Diana e Nuno, a cadelinha era descrita como sendo muito pacata, sem energia e de pouca brincadeira. Nada mais errado, comparado com o seu comportamento na atualidade. Ao que parece, a Oreo hoje está sempre pronta para brincar e alegria é coisa que não lhe falta.

“A Oreo adora correr no jardim e na praia, enlouquece ao brincar com a sua bolinha verde mas o que adora mesmo mesmo é receber visitas, quanto mais gente disponível para lhe dar mimos melhor. É uma cadelinha muito mimosa, adora estar connosco e perto de nós. Em casa nunca estamos sozinhos, não nos larga um momento. Durante as suas sestinhas só consegue dormir profundamente se nos sentir por perto, precisa de ter a patinha por cima de nós ou a cabeça junto do nosso corpo.”

Este lado mais sentimental da frenchie pode ser justificado pelo facto de ter vivido num ambiente em que se sentia desenquadrada e com falta de atenção. Com Diana e Nuno, ambos com 25 anos, a Oreo encontrou a felicidade e a atenção que tanto merecia.

Comer, dormir e passear: o trio favorito da vida de Oreo

Tal como a grande maioria dos patudos, comer, dormir e passear está no top das atividades favoritas e que não podem faltar todos os dias. A Oreo, nesse aspeto, não é uma cadela diferente. Por exemplo, diariamente são pelo menos três os passeios que faz e que servem de desculpa para ir com a dona ver a Baía do Seixal. “Ela adora um bom passeio junto à Baía ao final do dia e temos imensa sorte de viver num sítio tão agradável e bonito”, aponta Diana.

Pelo contrário, esta estrela canina seixalense odeia meias, terra e ervas altas e prefere sempre passear no alcatrão. “Não vão as suas patinhas ficar sujas”, diz a dona à NiS em jeito de brincadeira. Além disso, apesar de não se importar com banhos, detesta o secador, que pelo som se assemelha ao aspirador, do qual foge a sete pés. Tirando isto, a Oreo aprende super rápido e é daqueles animais que adora truques e brincadeiras. Até agora, sabe sentar-se e apanhar a bola. 

O primeiro contacto, banho e a primeira ida à praia

Ainda não é possível dizer-se que Diana e Nuno têm uma coleção infindável de memórias com a pequena Oreo. No entanto, com pouco mais de um mês de ligação já apontam várias histórias que os marcaram e que garantem nunca mais esquecer. O primeiro dia na casa dos novos donos, o primeiro banho e a primeira ida à praia foram alguns dos momentos que os donos guardam no coração.

“Lembramo-nos perfeitamente do primeiro dia que a Oreo veio a nossa casa. A Diana estava no sofá, a Oreo correu para ela e sentou-se ao colo dela a dar-lhe beijinhos e a pedir festinhas, parecia que sabia e que aceitava que aquela seria a sua nova família”, conta à NiS Nuno. O primeiro banho no veterinário também foi marcado por um “choro” da frenchie. “Parecia que nos já conhecia há imenso tempo. Depois no regresso fez uma festa incrível por nos ver”, afirmam.

A par disto, a primeira ida à praia também entra na lista de recordações gravadas na memória até agora. “Nunca tinha ido à praia e notou-se claramente a felicidade dela e a liberdade que sentia. A maneira como interagiu connosco e como brincou com a sua bola. Cumpria as nossas ordens e corria para nós quando a chamávamos. Parecia que nos conhecia há imenso tempo e que tinha sido sempre educada por nós”, conta ainda Diana e Nuno à NiS.

De seguida, carregue na galeria para conhecer melhor a Oreo.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA