na cidade

Este sábado há “Histórias da Clandestinidade” no concelho do Seixal

Domingos Abrantes e Conceição Matos partilham as memórias da sua luta pela liberdade antes do 25 de Abril. A entrada é gratuita.
Não vai querer perder.

Mais de um mês depois, o concelho do Seixal continua a celebrar o 48.º aniversário do 25 de Abril. Desta vez, convidou o casal Domingos Abrantes e Conceição Matos, “duas vozes”, como descreve a Câmara Municipal do Seixal em comunicado, da luta antifascista, a contar a sua história.

Viveram num período anterior ao 25 de Abril e sofreram as consequências de um poder ditatorial. Por isso, vêm partilhar com toda a população a experiência vivida pelos dois. Estarão este sábado, dia 28 de maio, a partir das 17h30, na Sociedade Filarmónica Operária Amorense, na freguesia de Amora.

“Na iniciativa, com entrada livre, será recordada a luta deste casal contra a ditadura, a sua prisão e tortura, resistindo ao regime fascista de Salazar”, explica a autarquia. Domingos Abrantes, figura também incontornável do Partido Comunista Português, foi preso pela primeira vez em 1959.

“Participou na célebre fuga de Caxias, em dezembro de 1961. Ligou-se a Conceição Matos em 1963, viveram uma vida clandestina, tendo passado por muitas casas clandestinas existentes em Portugal, nomeadamente no concelho do Seixal”, explica a autarquia, recordando ainda que o território seixalense acolheu vários democratas e opositores ao regime ditatorial de Salazar e Marcelo Caetano.

Neste evento alusivo a uma das épocas mais negras da história de Portugal serão partilhados pelo casal vários testemunhos e memórias na primeira pessoa. É uma forma de transmitir, sobretudo aos mais novos, a ideia do que terá sido lutar pela liberdade e democracia no nosso País.

“Recordar as décadas negras da ditadura fascista em Portugal, para que a história não se repita, mas principalmente valorizar e agradecer a coragem, a resiliência e o humanismo de quem lutou pela liberdade e pela democracia, abdicando das suas vidas e das suas famílias, são objetivos desta iniciativa”, aponta na nota de imprensa o presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA