na cidade

Descobrimos o refúgio perfeito para se conectar com a natureza a 30 minutos do Seixal

A Biovilla fica no Parque Natural da Arrábida e tem um quarto ao relento, apenas protegido por árvores.
Um sossego.

Esta sexta-feira, 1 de dezembro, é feriado nacional. Nestas alturas, muitas famílias aproveitam para fazer ponte e relaxar antes de começar a correria da preparação para o Natal e os festejos de Ano Novo. A pensar nisso, a New in Seixal foi à procura de um spot ideal para regenerar o seu corpo e mente, ao mesmo tempo que se conecta com toda a natureza envolvente do Parque Natural da Arrábida. Estamos a falar da Biovilla, uma cooperativa de desenvolvimento sustentável que apresenta um conceito diferente.

Só tem de arrumar as malas e fazer uma viagem de 30 minutos até Palmela e, se for pela A2, ainda é mais rápido. Aqui, pode ter duas experiências, uma mais centrada na estadia num quarto e aprendizagem sobre sustentabilidade ambiental, ou então mergulhar de cabeça neste mundo e reservar o “quarto” Into the Wild, onde irá poder dormir ao ar livre numa cama protegida por árvores e uma rede mosquiteira.

Além deste “quarto”, a Biovilla tem oito alojamentos, cada um deles com o nome de uma planta que cresce no Parque Natural da Arrábida, como Alecrim, Calêndula, Lúcia Lima, Lavanda, Girassol, Papoila, Amendoeira e Oliveira. Cada quarto pode ser composto por uma cama de casal ou duas camas separadas e oferece um serviço de toalhas e gel de banho biodegradável, sendo que também está incluído um pequeno-almoço vegetariano e o uso da piscina panorâmica.

Alguns dos quartos têm casa de banho privativa e outros partilhada, esta é a grande diferença das acomodações, obviamente sem contar com a vista privilegiada que algumas delas têm para a serra. Independentemente do espaço escolhido, vai poder descansar, aprender e co-criar juntamente com a natureza.

A Biovilla, com 55 hectares, com o mar da Arrábida ao lado e os ares da serra à porta, convida todos a aproveitar a casa em formato de turismo de natureza, em Palmela. Aqui, pode conhecer e descobrir vários ambientes naturais, intervir e cuidar da terra, ou simplesmente relaxar e conviver.

Os edifícios são feitos em madeira reciclada e a água é aquecida através de painéis solares. A Biovilla é pet friendly, por isso pode levar o seu companheiro com duas, três, quatro, ou até 100 patas. Na hora da reserva basta mencionar que irá levar o seu animal de estimação, o que irá ter um custo extra de 10€.

Já nos arredores do espaço, que fica na Herdade de Pinhal Basto, Vale de Barris, CCI 4238, saiba que pode visitar vários locais que ficam a, sensivelmente, dez minutos de carro, como as praias da Arrábida (oito quilómetros), Palmela (seis quilómetros), Golfe (oito quilómetros), Gare de Palmela (oito quilómetros), Porto de Setúbal (oito quilómetros), Cidade de Setúbal (oito quilómetros) e Azeitão (sete quilómetros). Vale também referir que a Biovilla tem um trilho que o leva até ao segundo ponto mais alto da Serra da Arrábida com vista panorâmica indescritível no topo e caminho para a estrada romana.

Os preços começam nos 80€ se for uma pessoa, 40€ por pessoa no caso de dois clientes, ou então 27€ por pessoa caso sejam três hóspedes. Neste valor está incluído um pequeno-almoço composto por muesli, pão e doce caseiro, fruta, bebidas vegetais, chá e café.

Se quiser ficar sempre no espaço da Biovilla não se preocupe, a equipa de cozinheiros faz almoços e jantares desde 20€ por pessoa e brunches desde 15€. Todas as refeições são vegetarianas e confecionadas com alimentos biológicos da época e o mais local possível, incluindo a própria horta da alojamento.

De seguida carregue na galeria e veja algumas fotos do espaço e dos quartos da Biovilla.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA