fit

O fruto muito comum em Portugal que é o mais saudável e barato potenciador do bronzeado

É um dos alimentos preferidos dos portugueses na estação quente. Pode ser consumido em saladas, sandes e como acompanhamento.
E fica bem em vários pratos.

O sabor forte e a fama de serem indigestos são dois motivos que levam muitos a evitarem os pimentos. Porém, para muitos outros, são as estrelas do verão. Estes frutos, que chegaram às mesas portuguesas trazidos, na altura dos descobrimentos da América Central e do Sul, fazem parte de muitos pratos típicos nacionais. O que poucos sabem é que estes alimentos coloridos e com formas estranhas têm vários benefícios para a saúde. E são também ótimos potenciadores do bronzeado.

Durante os meses estivais muitos esforçam-se para obter um tom de pele dourado, contudo, nem sempre é fácil mantê-lo. O segredo para o conseguir está, além de manter a pele hidratada, numa alimentação rica em alimentos com betacaroteno, um composto de cor alaranjada que ajuda a manter o bronzeado. Este composto está presente em vários vegetais e frutas, e uma delas é o pimento.

As três variedades mais conhecidas em Portugal — verde, vermelho e amarelo — ajudam a manter o tom de pele que se adquire com a exposição ao sol. E como explica a nutricionista Ana Bravo à NiT “são também ricos em fibras e regulam o trânsito intestinal”. Além disso, “têm potencial antioxidante” e ajudam na absorção de ferro. Como são pouco calóricos (têm à volta de 20 calorias por 100 gramas) e saciam, são um alimento a considerar para quem procura controlar o peso.

Cores diferentes, características distintas

Há quem diga que os pimentos são como os clubes de futebol: têm cores para todos os gostos. A diferença de tom não significa que se tratem necessariamente de espécies diferentes. A gama colorida pode dever-se ao grau de maturação, como nos explica a nutricionista: “Este processo é responsável por influenciar a cor e sabor dos pimentos, uma vez que a colheita é escalonada, iniciando-se com os frutos ainda verdes”, destaca Ana Bravo. “Se os pimentos ficarem na planta durante mais tempo amadurecem, e a sua cor passa de verde a vermelha, amarela, alaranjada ou roxa.”

Caso nunca tenha reparado este processo de maturação também influencia o sabor. “O pimento verde, como nome indica, é colhido mais cedo e, por isso, tem um sabor mais forte, diferente dos outros que, por estarem maduros, são mais suaves e levemente adocicados”, descreve a especialista em nutrição. Consoante a cor, a quantidade de nutrientes varia ligeiramente à medida que o pimento amadurece: “O vermelho tem mais betacaroteno (percursor de vitamina A) e o amarelo tem a maior concentração de vitamina C”, salienta Ana Bravo.

Se tem dúvidas quanto à sua conservação, quando inseridos num recipiente de plástico perfurado, podem durar até 15 dias no frigorífico. No entanto, se tiver uma grande quantidade de pimentos pode sempre congelá-los. Antes, devem ser escaldados em água fervida, durante cerca de três minutos. Crus, grelhados ou salteados, os pimentos são muito versáteis. Podem ser consumidos em sandes, saladas ou como acompanhamento. Carregue na galeria e descubra algumas receitas com este ingrediente e perfeitas para o verão e que a podem ajudar a manter o bronzeado.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA