fit

adidas x Gucci: as sapatilhas clássicas que nunca saem de moda ganharam novas versões

O diretor criativo da marca italiana desenhou esta coleção que nos transporta para os anos 70 e 80.
Fotografia: freestocks no Unsplash.

O mundo da moda está cheio de colaborações irresistíveis. A adidas x Gucci é uma delas. Depois de se dar a conhecer, pela primeira vez, no “Exquisite” Gucci Fall 2022; a coleção em que não faltam sweatshirts, casacos, blazers, malas e sapatilhas, além de todo o tipo de acessórios, está finalmente disponível para compra online.

Em entrevista à “Vogue”, Alessandro Michele, diretor criativo da etiqueta italiana, explicou que “a parceria com a adidas partiu de uma afinidade de códigos, mas também de algo ambíguo”, um conceito muito presente no seu trabalho: “a natureza ambígua das coisas”.

Acrescentou: “Hoje as roupas desportivas invadiram completamente o espaço do prêt-à-porter. Enquanto nos anos 90 era mais uma justaposição, como emprestar elementos desportivos para serem usados como consequência de um estilo, hoje a mutação está completa. As sapatilhas, certamente, terão um lugar de destaque nos livros de história da moda, elas mudaram a perceção da moda contemporânea”.

Para criar a coleção, Michele mergulhou nos arquivos da adidas e apostou numa estética groovy, marcada por cores fortes, que nos transportam para os anos 70 e 80.

O resultado não poderia ser mais incrível: um encontro entre peças formais — loafers em camurça ou cachecóis de seda — e o sportswear clássico. O contrário também se verifica. Há sacos desportivos em cabedal premium e shell suits com monograma representativo dos dois emblemas.

As sapatilhas Gazelle, aquele clássico que todos querem ter no armário, são mesmo a peça destaque da colaboração. Disponíveis em diferentes cores e padrões, são perfeitas para o dia a dia e combinam com qualquer tipo de roupa. O único defeito é, talvez, o preço. Custam 650€. Carregue na galeria para conhecer alguns dos modelos que sobressaem da parceria de sucesso entre a adidas e a Gucci.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA