cultura

“Vendido”: fãs desiludidos insultam Morgan Freeman nas redes sociais

A participação do ator americano na cerimónia de abertura do Mundial no Catar é descrita como uma “chapada na cara”.
Morgan Freeman tem 85 anos.

A grande surpresa na cerimónia de abertura do Campeonato Mundial de Futebol no Catar foi a presença de Morgan Freeman. O veterano ator americano de 85 anos fez um discurso na inauguração da prova desportiva, antes do jogo que opôs o Catar ao Equador, este domingo, 20 de novembro.

O Mundial do Catar tem sido muito criticado por inúmeros setores da sociedade — pelos alegados esquemas de corrupção que terão influenciado a escolha do país organizador, pelos milhares de trabalhadores migrantes em condições precárias que morreram durante as construções dos estádios, e perante a falta de respeito pelos direitos humanos (nomeadamente os direitos das mulheres e da comunidade LGBTQIA+) que existe no regime político e na sociedade deste país.

Por isso, muitos fãs de Morgan Freeman ou de futebol no geral sentiram-se desiludidos com a conivência do ator ao participar na cerimónia de abertura do Mundial. Sobretudo numa altura em que inúmeros artistas musicais (como Rod Stewart, Shakira ou Dua Lipa) recusaram atuar no Catar.

Muitos desses fãs recorreram às redes sociais para criticar a postura do ator, que fez um discurso alinhado com a organização, sem fazer críticas a nenhum dos aspetos problemáticos em torno da prova desportiva. “Juntamo-nos aqui como uma grande tribo e a Terra é a tenda onde todos vivemos”, disse Freeman, antes de interagir com um youtuber local que sofre de um problema de saúde e que por isso não tem pernas — leia mais sobre a história desse rapaz neste artigo da NiT. 

“Para um homem que interpretou Nelson Mandela — que sabia melhor do que ninguém o impacto e a importância do isolamento de um país e do seu sucesso no terreno para mudar a política dessa nação — é tão desapontante ver o Morgan Freeman aceitar o dinheiro e apoiar um regime opressivo”, escreveu um utilizador no Twitter.

Outro escreveu: “Muito desapontado com o Morgan Freeman, algumas pessoas fazem tudo por dinheiro. Já não vou ver mais ‘Os Condenados de Shawshank’”.

“O Morgan Freeman deveria sentir-se envergonhado. Quanto é que te estão a pagar? Quanto custa a tua integridade? Nunca levantes a tua voz para falar sobre minorias. Acabaste de perder esse privilégio”, acrescentou outra pessoa na mesma rede social.

“Espero que o dinheiro de sangue do Catar tenha valido a pena que te vendesses”. Vários comentários acusam ainda o ator de ser um “vendido”, enquanto outro utilizador do Twitter descreveu o momento como uma “chapada na cara”.

Alguns fãs relembraram também o facto curioso de que Morgan Freeman fez parte da comitiva americana que tentou levar o Campeonato Mundial de 2022 para os EUA, tendo participado em várias reuniões — e que, após essa hipótese não ter sido selecionada, está agora a discursar no Mundial do Catar.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA