cultura

Tudo o que pode esperar da última temporada de “Vis a Vis” — que já está na Netflix

Demorou um ano até que “Vis a Vis: El Oasis” chegasse a Portugal. Ao todo, são oito episódios.
Tem oito episódios.

Exatamente um ano depois da estreia em Espanha, chega a Portugal “Vis a Vis: El Oasis”. Algures entre uma quinta (e última) temporada e um spinoff, conta uma história passada fora das grades, após 51 episódios em prisões (e com os carismáticos macacões amarelos). Tem oito episódios e já está disponível na Netflix desde esta terça-feira, 20 de abril.

Trata-se de uma oportunidade para descobrir como as grandes protagonistas, Maca (Maggie Civantos) e Zulema (Najwa Nimri), vivem depois de se encontrarem em liberdade.

“Depois de quatro temporadas de ‘Vis a Vis’ — duas na Antena 3 e duas na Fox — apercebemo-nos de que não tínhamos contado como eram estas personagens fora da prisão, e depois de as termos visto lutar tanto pela sua liberdade, era o que nos apetecia contar”, explicou ao jornal “La Vanguardia” o principal responsável pelo projeto, Iván Escobar.

“El Oasis”, o acrescento a que “Vis a Vis” tem direito nesta temporada especial, refere-se ao hotel no deserto de Almería onde se desenrola parte da ação. O amarelo dos macacões deu lugar ao amarelo árido do deserto.

“Este hotel é como uma espécie de purgatório aonde vão parar as protagonistas para dar a conhecer os seus medos, ambições, os seus anseios, traições e obsessões”, acrescenta Iván Escobar.

Depois de anos a assaltar casinos, joalharias ou bancos, Macarena quer deixar para trás a sua vida de criminosa. Mas Zulema convence-a a, juntas, fazerem um último golpe: roubar uma tiara de diamantes da filha de um narcotraficante mexicano durante o seu casamento.

Algumas horas depois do roubo, encontram-se no hotel El Oasis para acertarem contas, mas o que sabemos é que as coisas não correm como esperado. A relação de amor e ódio de Macarena e Zulema continua bem presente nos novos oito episódios.

O elenco desta derradeira temporada de “Vis a Vis” conta ainda com Itziar Castro, Lisi Linder, Claudia Riera, Isabel Naveira, Alba Flores, Lucas Ferraro, Natalia Hernández, Alma Itzel Méndez e Ramiro Blas, entre outros.

A narrativa terá três linhas temporais: uma no presente (o assalto), uma no futuro (a ação no hotel El Oasis) e uma no passado (com histórias pessoais das duas protagonistas). Todas estas linhas temporais passam-se em locais diferentes e apresentam tons distintos, para que seja fácil para os fãs identificarem em que linha é que estão a cada momento.

O deserto foi escolhido como cenário para manter a imagem de marca da cor amarela associada à série. “Tínhamos que ligar os espectadores ao nosso universo amarelo, não o queríamos perder, porque é o nosso ADN.”

Além disso, como explicou Iván Escobar, o imaginário dos westerns calhava bem à dualidade de Macarena e Zulema, “essa rivalidade eterna de duas personagens pré-destinadas a enfrentar-se”.

Ao mesmo jornal espanhol, a atriz Maggie Civantos explicou que gravar esta temporada foi “um alívio”, uma vez que era a oportunidade ideal para se conseguir despedir de Macarena de forma apropriada, depois de não ter conseguido estar tão presente na terceira e quarta temporada da série.

“Macarena começa a enterrar os fantasmas do seu passado e a despedir-se de uma parte dela que ela própria não gostava”, explicou a atriz sobre o seu papel nesta temporada especial.

Já Najwa Nimri disse que Zulema, apesar de estar em liberdade, “continua a sentir-se encarcerada”. E que a personagem não tinha “redenção nem escapatória possível”. É uma despedida diferente do habitual, mas que promete animar os fãs que aguardavam pelo fim há tanto tempo.

Carregue na galeria para conhecer outras das principais novidades deste mês que chegam à televisão e às plataformas de streaming.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA