cultura

Teatro da Terra apresenta nova produção em junho

Peça irá abordar as emoções e complexidades dos emigrantes portugueses, em Moçambique.
Mais uma adição cultural.

O Teatro da Terra é conhecido pela qualidade das suas encenações. Depois do sucesso de “Dom Quixote de La Mancha”, apresentado em abril, a companhia está pronta para mais um desafio e traz, em junho, uma nova produção com a assinatura de Maria João Luís.

“Os caranguejos de Istambul” é o nome deste original do dramaturgo António Cabrita, que mergulha nas complexidades e emoções dos emigrantes portugueses que escolheram como destino a África, mais precisamente, Moçambique. A narrativa desenrola-se no meio das transformações políticas e sociais que marcaram a transição para a independência de Moçambique e explora os desafios, as saudades, os confrontos culturais e raciais enfrentados pelos emigrantes portugueses.

Será pintando um retrato das suas vidas entre duas realidades completamente distintas. O resultado é uma mistura envolvente de humor, drama e nostalgia, que é também uma reflexão sobre a experiência da diáspora portuguesa em terras moçambicanas.

A encenação vai estar presente no Seixal entre os dias 6, 7, 8, 13, 14 e 15 de junho, às 21h30, no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal. A peça é indicada para maiores de 12 anos.

Os bilhetes custam 10€ para o público em geral, mas há desconto para jovens até 25 anos, munícipes, reformados, trabalhadores das autarquias do Seixal, profissionais do espetáculo e para membros do Teatro da Terra, que reduz o preço para 6€.

As entradas podem ser compradas online no balcão de informações da Biblioteca Municipal do Seixal, de terça a sexta-feira, das 10 às 19 horas, e sábados, das 14h30 às 19 horas, e na bilheteira do Auditório Municipal, que abre uma hora e meia antes de qualquer espetáculo e encerra 15 minutos após o seu o início.

Para julho, a Teatro da Terra vai acolher a companhia Gato SA e AJagato, para a apresentação de “Une Histoire Vraire”, uma peça que fala sobre uma família de refugiados que foge da guerra. A mãe não sobrevive à viagem e um casal de fazendeiros aceita esconder o pai e a filha bebé. Esta peça sobe ao palco do Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal no dia 6 de julho, sábado, pelas 21h30.

Ficha técnica

Encenação: Maria João Luís

Com: António Simão e Paulo Pinto

Cenografia: Ana Teresa Castelo

Figurinos: Dino Alves

Desenho de luz: Pedro Domingos

Assistência de encenação: Filipa Leão

Produção executiva: Artur Correia

Assistência de produção: Carina R. Costa, Filipe Gomes

Direção de produção: Pedro Domingos

Produção: Teatro da Terra 2024

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA