cultura

Seixal Terno volta a explorar novos talentos este mês

Concertos decorrem na Sociedade Filarmónica Timbre Seixalense e a entrada é gratuita.
Vai expandir os seus horizontes musicais.

Depois do sucesso de edições anteriores, o Seixal Terno não conseguiu esperar um ano para voltar a mostrar novos talentos musicais. O programa de música alternativa chega no dia 13 de abril, sábado, pelas 21h30, na Sociedade Filarmónica Timbre Seixalense.

Marque na sua agenda, pois vai ser um momento de revelação e apresentação de projetos singulares e coletivos. Do cartaz fazem parte as criações A Sul, Caio, Velhote do Carmo e Marquise. A entrada é livre.

A Sul é o nome de um projeto musical de Cláudia Sul, também compositora e produtora das canções que integram a sua obra, a qual apresenta uma musicalidade com expressão empática, onde salienta as sonoridades mundanas que nos acompanham quotidianamente, e que interpretamos como meras banalidades. Sobre o pseudónimo de Caio, João Santos conta já com dois discos e dois EP, em que “o romance pela vida e as suas venturas e desventuras são o denominador comum”.

Nesta primeira incursão a solo, Velhote do Carmo procura um lugar próprio na música e na vida, em que surge o EP “Páginas Amarelas”, “o diretório ideal para que encontre resposta para todas as suas dúvidas”. Marquise é formado por Mafalda Rodrigues, na voz, Matias Ferreira, na bateria, Miguel Azevedo, no baixo, e Miguel Pereira, na guitarra. O grupo chega com a energia cativante do Porto e explora vários caminhos do pop, rock e indie, procurando reavivar o rock portuense e português.

“Com uma programação cuidadosamente selecionada, pretende destacar-se como referência na cena cultural do Seixal. Além de oferecer uma experiência agradável, o festival pretende criar memórias significativas para o público, fomentando uma conexão entre a juventude e a expressão artística”, explica a organização à New in Seixal.

O Seixal Terno, que vai agora celebrar a quarta edição, convida a juventude a apreciar música ao vivo, protagonizada por talentos emergentes do Seixal e não só. A ideia é construir uma comunidade em torno da promoção de artistas seixalenses.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA