cultura

“Pai em Dobro”: a comédia dramática da Netflix que está a conquistar os portugueses

Já estreou na plataforma de streaming e tem Maisa Silva como protagonista.
Maisa Silva é a protagonista.

Chegou à Netflix na sexta-feira, 15 de janeiro, e bastou um fim de semana para chegar aos primeiros lugares das tendências da plataforma em Portugal. Falamos da comédia dramática “Pai em Dobro”, o novo filme brasileiro do catálogo.

Esta é a história de Vicenza, uma jovem criada numa comunidade hippie, que quando faz 18 anos decide procurar o pai biológico — que nunca conheceu. A rapariga vai para a cidade do Rio de Janeiro iniciar esta jornada, mas descobre mais do que estava à espera.

Ela vai às escondidas da mãe, Raion, que está numa viagem para a Índia. No Rio de Janeiro, Vicenza descobre dois potenciais pais, Paco e Giovani — daí o título do filme.

“A Vicenza é completa. Ela demonstra maturidade, mas tem um olhar de criança descobrindo coisas que não conhecia, como quando ela vê uma escada rolante pela primeira vez”, explicou a um portal brasileiro Maisa Silva, a atriz protagonista.

A história foi escrita por Thalita Rebouças, autora de livros como “Fala Sério, Mãe!”, “Tudo por um Popstar” ou “Uma Fada Veio-me Visitar”, que também já foram adaptados a filmes ou à televisão. Neste caso, o processo foi precisamente o oposto. Depois do filme, “Pai em Dobro” foi transformado num livro.

“Transformar o filme em livro foi a coisa mais divertida da minha carreira. Não precisei de cortar nada, o livro você pode escrever à vontade”, disse Thalita, que também decidiu dar um tom mais emocional a este projeto. “As pessoas sempre me relacionaram com o humor, mas sinto que agora estou indo mais para o lado da emoção.”

“Quando eu assisti, fiquei a torcer pelos dois pais. Sinceramente, acho que eu teria uma reação parecida com a do Giovani, porque a Vicenza é encantadora”, disse o ator Marcelo Médici, que interpreta Giovani.

Para Eduardo Moscovis, ator com o papel de Paco, o filme pode gerar um sentimento de identificação junto do público, pois a protagonista é uma jovem que está em busca das suas origens. “O filme propõe de forma leve várias questões relevantes, como assumir a paternidade, pois várias crianças não possuem esse reconhecimento.”

O elenco inclui ainda nomes como Laila Zaid, Caio Vegatti, Elizeu Roberto, Rayana Diniz, Roberto Bonfim, Pedro Otonni, Thaynara Og e a cantora luso-brasileira Fafá de Belém.

O filme dura cerca de uma hora e 40 minutos e foi realizado por Cris D’Amato. Está a ter um grande impacto no Brasil (e não só) porque Maisa Silva, além de atriz, é apresentadora, youtuber e cantora, tendo um grande público nas redes sociais. Só no Instagram soma mais de 36 milhões de seguidores.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA