cultura

“Ginny e Georgia”: a nova série da Netflix é uma espécie de “Gilmore Girls”

Tem dez episódios e é uma comédia dramática sobre uma mãe e uma filha com pouca diferença de idade.
Tem dez episódios.

Chama-se “Ginny e Georgia” e é a nova série da Netflix. A comédia dramática tem dez episódios e chegou à plataforma de streaming esta quarta-feira, 24 de fevereiro. É uma espécie de “Gilmore Girls”, já que se centra na relação entre uma mãe e uma filha com pouca diferença de idade numa pacata cidade americana.

Ginny Miller é uma adolescente insegura e desajeitada de 15 anos. Ainda assim, muitas vezes sente-se mais madura do que a mãe, a irrequieta (e solteira) Georgia Miller, que foi mãe muito cedo e que só tem 30 anos.

Após tanto tempo em fuga, com um passado que a atormenta, Georgia está desesperada para mudar de vida. Quer assentar numa pitoresca cidade de Nova Inglaterra e dar à família (que também inclui Austin, filho de Georgia e irmão mais novo de Ginny) algo que nunca teve: uma vida normal.

Só que o seu passado vai sempre persegui-la e promete ameaçar a sua nova vida — mesmo que Georgia esteja disposta a tudo para proteger a família. As coisas não vão ser nada fáceis.

Ao mesmo tempo, Ginny está a lidar com problemas típicos da sua idade, há vários pretendentes amorosos para as protagonistas e existem alguns escândalos que vão abalar a cidade para onde se mudaram.

“A série tem reviravoltas muito divertidas sobre cada expetativa que se cria para uma típica relação entre mãe e filha e para uma narrativa feminina”, disse a atriz Antonia Gentry, que faz de Ginny, à revista americana “Entertainment Weekly”.

“Pega em todas aquelas coisas e vira-as do avesso. É mesmo, mesmo imprevisível e surpreendente pelo caminho”, antecipa a atriz americana, que, na vida real, tem 24 anos.

Georgia Miller é interpretada por Brianne Howey. O elenco inclui ainda nomes como Diesel La Torraca, Jennifer Robertson, Felix Mallard, Sara Waisglass, Scott Porter, Raymond Ablack, Mason Temple, Katie Douglas, Chelsea Clark e Colton Gobbo, entre outros.

Apesar de o enredo se passar nos EUA, as filmagens aconteceram durante o ano de 2019 no Canadá. Esta é a primeira produção televisiva criada por Sarah Lampert (que no currículo só tem uma pequena participação num filme chamado “Haze”).

Carregue na galeria para conhecer outras séries que estreiam este mês na televisão (ou nas plataformas de streaming).

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA