cultura

De “Anatomia de Grey” a “Foi Assim que Aconteceu”: todas as novidades da Disney+

A plataforma de streaming tem uma nova área, dedicada a séries e filmes (originais e não só) para um público adulto. Chama-se Star.
Há centenas de séries e filmes para ver.

Esta terça-feira, 23 de fevereiro, marca o dia em que chega à Disney+ uma nova área que promete revolucionar de alguma forma o serviço de streaming. A Star é uma secção de conteúdos a pensar no público adulto, com títulos originais mas também séries e filmes icónicos.

Estão já incluídos centenas de conteúdos, sendo que todos os meses irão chegar novos, provenientes dos 20th Century Studios, da FX Productions, da Hulu ou da Disney Television Studios (que inclui a ABC e a 20th Television).

A plataforma anunciou também que, com esta novidade, foram introduzidas novas funcionalidades de controlo parental. É possível definir a secção Star como disponível para apenas maiores de 18 anos mas também 14 ou 12, por exemplo. No fundo, trata-se apenas de uma indicação, sendo que cada perfil da conta pode corresponder a certa idade.

Por defeito, a Star está disponível para maiores de 14 anos, o que não dá acesso ao catálogo completo. Ou seja, no perfil não vão aparecer todas as novidades mas também é possível definir que determinado perfil só tenha acesso a certo tipo de conteúdos. Por defeito, os perfis de crianças podem ver séries ou filmes recomendados até aos nove anos.

Entre outras funcionalidades, esta nova secção pode ainda estar reservada dos miúdos através de um pin de quatro dígitos funciona como palavra-passe para aceder à Star. O preço da mensalidade vai subir para 8,99€ por mês e 89,99€ por ano. No entanto, para quem já tem uma subscrição mensal ou anual em vigor, os preços atuais serão mantidos durante seis meses, entrando em vigor a alteração de preços na data de renovação da subscrição mensal ou anual após 22 de agosto.

A NiT explica-lhe quais são as principais séries, filmes e conteúdos originais que não vai querer perder na nova área da Disney+. O catálogo é vasto e só promete ficar maior nos próximos tempos.

Os conteúdos originais

Enquanto nova marca da companhia, a Star vai ter vários conteúdos originais de forma regular. Alguns deles já estrearam nos EUA e chegam agora a Portugal. É o caso de “Big Sky”, o novo thriller televisivo criado por David E. Kelley (o responsável por “Big Little Lies” e “The Undoing”).

A história centra-se num caso de rapto que acontece no estado americano do Montana. Dois detetives privados, Cassie Dewell and Cody Hoyt, juntam-se à mulher separada de um deles (e também ex-polícia), Jenny Hoyt, para procurar as duas irmãs desaparecidas, que foram levadas por um camionista. Mas quando descobrem que este não é o único caso do género na região, entram numa perseguição contrarrelógio para capturar o assassino antes que haja mais vítimas.

Vai também poder assistir a “Solar Opposites”, a mais recente produção dos criadores de “Rick e Morty” — uma série de animação pensada para adultos. A narrativa foca-se em torno de uma equipa de quatro extraterrestres que fugiram do seu mundo em devastação para ir aterrar no planeta Terra — mais especificamente, numa zona suburbana dos EUA. Dentro desta família, há quem adore a Terra pela comida de plástico, televisão e todas as coisas divertidas que se pode fazer, mas há também quem a odeie por causa da poluição e consumismo.

Outra das novidades é “Love, Victor”, spinoff televisivo do filme “Love, Simon”. Victor é um novo aluno na Creekwood High School que está numa jornada de auto-descoberta. Enfrenta desafios em casa, está a tentar adaptar-se à sua nova cidade e a lidar com a sua orientação sexual.

Há ainda o drama de ação “Helstrom”. Daimon e Ana Helstrom são os filhos de um misterioso e poderoso serial killer. Os irmãos têm uma dinâmica atribulada e estão numa missão para perseguir o “pior da humanidade”, como descreve a sinopse do projeto.

A Disney diz que outras das novidades que vão chegar nos próximos meses são as séries “Dopesick”, “The Dropout” e “The Old Man”, além de novos conteúdos do clã Kardashian Jenner.

As séries famosas

Muitas das séries mais populares dos últimos 20 anos vão estar na Star da Disney+. A partir de 23 de fevereiro, vai poder rever na plataforma de streaming todas as temporadas de produções como “Anatomia de Grey”, “Donas de Casa Desesperadas”, “The Walking Dead”, “Family Guy”, “Glee”, “Segurança Nacional”, “Perdidos”, “Foi Assim que Aconteceu”, “Lie to Me”, “The Killing”, “Uma Família Muito Moderna”, “Prison Break”, “Médicos e Estagiários” e “Scandal”

Algumas destas séries, como “Anatomia de Grey” e “The Walking Dead”, continuam a ter novas temporadas e elas vão continuar a estrear e a ser transmitidas na televisão — só depois é que irão chegar ao streaming da Disney+.

Na Star vai poder ainda assistir a todas as temporadas de “Buffy, Caçadora de Vampiros”, “Castle”, “Black-ish”, “The Cleveland Show”, “Irmãos e Irmãs”, “According to Jim”, “A Vingadora”, “Perception”, “Clínica Privada”, “Raising Hope”, “Os Regressados”, “Revenge” e “You’re The Worst”.

Entre os outros projetos que vão estar no catálogo encontram-se a adaptação televisiva de “High Fidelity”, a minissérie “Fosse/Verdon”, o spinoff “24: Live Another Day” e os documentários “LA 92”, “O.J.: Made in America” e “Lance”, entre várias outras produções.

Os filmes icónicos

A Star vai também ser a casa, dentro da Disney+, para dezenas e dezenas de filmes — desde sagas mais populares a produções aclamadas pela crítica. “Braveheart: O Desafio do Guerreiro”, “Grand Budapest Hotel”, “Commando”, os dois capítulos de “Deadpool”, “O Diabo Veste Prada”, “Die Hard”, “A Favorita”, “Os Incorruptíveis contra a Droga”, “Bom Dia, Vietname”, “Alta Fidelidade”, “Eu, Robot”, “Ilha dos Cães” e “O Último Rei da Escócia” estão na lista.

Veja também “Max Payne”, “Moulin Rouge!”, “Nixon”, “Pearl Harbor”, “Pretty Woman: Um Sonho de Mulher”, “Prometheus”, “A Agente Vermelha”, “The Darjeeling Limited”, “Caminho para Perdição”, “Solaris”, “Dormindo com o Inimigo” e a versão original (e também a de Tim Burton e a mais moderna) da saga de “O Planeta dos Macacos”.

No catálogo estão ainda “Táxi de Nova Iorque”, “Três Cartazes à Beira da Estrada”, “Titanic”, “Wall Street”, “Cavalo de Guerra” e os filmes de “Ficheiros Secretos”.

“Joy”, “28 Dias Depois”, “Master & Commander: O Lado Longínquo do Mundo”, “Alita: Anjo de Combate”, “Austrália”, “Sete Estranhos no El Royale”, “As Aventuras de Jack Burton nas Garras do Mandarim”, “Con Air: Fortaleza Voadora”, “Conan e os Bárbaros”, “Crazy Heart”, “Déjà Vu”, “O Golpe: The Drop”, “Glass”, “Hitman – Agente 47”, “Dia da Independência”, “Casados de Fresco”, “Reino dos Céus”, “Liga de Cavalheiros Extraordinários”, “Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos”, “Um Peixe Fora de Água”, “Marcado para Matar”, “Taken – A Vingança”, “A Vila” e o primeiro filme de Borat também estão na lista — que é bastante diversa e vasta.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA