cultura

Camille Vasquez, a implacável advogada de Johnny Depp que se tornou uma estrela

Tem 37 anos e é especialista em defender acusados em casos mediáticos. O seu contra-interrogatório a Heard ficou viral.
É idolatrada pelos fãs de Depp

Quando Amber Heard subiu ao banco de testemunhas para ser questionada pela sua advogada, era esperado um caminho fácil para o desenrolar da versão dos factos da atriz. Mas uma voz teimava em interromper incessantemente as questões de Elaine Bredehoft.

“Objeção”, ouvia-se da mesa da equipa de advogados de Johnny Depp. Num dos momentos mais caricatos, registaram-se mais de 40 objeções no espaço de 20 minutos. O que deveria ter sido uma exposição da versão de Heard, tornou-se num embaraço para a sua advogada.

Na maioria das objeções, a juíza dava razão ao lado de Depp e obrigava a que Bredehoft repensasse a sua questão. Os longos momentos de silêncio tornaram-se constrangedores.

De dedo pronto no gatilho, que é como quem diz, no botão do microfone, estava Camille Vasquez, a ponta de lança da equipa legal do ator. A advogada de 37 anos tornou-se numa das improváveis estrelas do confronto jurídico entre Amber Heard e Johnny Depp.

Esta segunda-feira, 16 de maio, teve finalmente direito a subir ao palanque e passar da defesa ao ataque — e não desiludiu quem esperava um violento contra-interrogatório.

“Boa tarde, Sra. Heard”, começou simpaticamente. “O Sr. Depp não olhou para si uma única vez desde que este julgamento começou, pois não?” “Já você, olhou para ele por diversas vezes, correto?” Heard respondeu afirmativamente a ambas as questões.

“Sabe exatamente porque é que o Sr. Depp não lhe devolve o olhar.” “Sei sim”, notou a atriz. “Ele prometeu-lhe que nunca mais lhe veria os olhos.”

O arranque do contra-interrogatório espelhou a agressividade e assertividade com que Vasquez tem conduzido todo o processo. Com o final da sua série de perguntas, que duraram durante pouco mais de um dia, as redes sociais inundaram-se de elogios, sobretudo e naturalmente entre os fãs mais acérrimos de Depp.

Mesmo para o espectador que não pende para qualquer uma das barricadas, é inegável a postura combativa de Vasquez — e a capacidade que teve para ir minando toda a preparação feita entre Heard e a sua advogada.

Espera-se que o julgamento possa ser concluído até ao final do mês, com as alegações finais a serem dadas por Bredehoft e Vasquez. A decisão do júri é completamente imprevisível, mas mesmo que termine com a derrota de Depp — que exige uma indemnização de 47 milhões por difamação, tendo sido, como consequência, também processado em 95 milhões pela ex-mulher —, já ninguém tirará o estatuto de estrela a Vasquez.

Quem é Camille Vasquez?

De um total de oito advogados, é Vasquez quem tem estado em destaque na equipa de defesa de Johnny Depp. Sobretudo porque tem sido a norte-americana a dar a voz em tribunal aos argumentos do ator.

Nascida em 1984, em Los Angeles, cresceu numa família estável e com posses. É filha de Leonel Vasquez, um conhecido empresário, e acabaria por se formar formar em Direito pela Universidade do Sul da Califórnia e pela Southwestern Law School, em 2010.

Em 2018, começou a trabalhar para a Brown Rudnick LLP, uma conhecida firma de advogados, onde cimentou a sua experiência como litigadora em casos polémicos de difamação. Ganhou experiência a esgrimir os seus argumentos no palco do tribunal, onde poucos advogados conseguem brilhar, por ser um papel que exige uma destreza mental e verbal acima da média.

Como especialista em “casos altamente publicitados de acusações de conduta criminal”, acabaria por ser a escolhida pela firma para comandar o caso de Depp contra Heard que, até ver, será provavelmente o julgamento do ano.

Ainda no perfil da advogada, é destacada a sua perícia na “gestão da reputação e de crises de comunicação” que possam surgir deste tipo de acusações. Além de também falar espanhol, Vasquez foi eleita como uma das grandes promessas da sua área pelos prémios Best Lawyers in America, que premeiam os melhores advogados do país.

Os rumores de uma relação com Depp

Naturalmente, a ascensão mediática trouxe também os inevitáveis rumores. Um deles anunciava que Vasquez e Depp manteriam uma relação íntima secreta.

A especulação surgiu após muitos terem reparado nos sucessivos toques, abraços e momentos mais próximos entre os dois. As interações levaram a que centenas de fãs criassem vídeos com excertos desses momentos.

Os rumores não foram comentados oficialmente por nenhuma das partes, mas a imprensa cor de rosa norte-americana tratou de os esclarecer junto de fontes próximas de Vasquez e Depp. E o veredito foi claro: é tudo falso.

Segundo afirmam, o ambiente entre advogados e Depp é de bastante proximidade, o que torna essas interações mais normais.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA