cultura

Até setembro, o Bairro da Jamaica está em exposição no MAAT

A instalação “Model of Jamaika” faz parte da mostra “X não é um País Pequeno — Desvendar a Era Pós-global”.
Está previsto a demolição do bairro e o realojamento dos habitantes.

Até setembro, o Bairro da Jamaica, no Seixal, vai estar em destaque no MAAT, em Lisboa. A instalação “Model of Jamaika” é uma maquete do modelo 10 do bairro, já demolido, que está integrada na exposição “X não é um País Pequeno — Desvendar a Era Pós-global”, inaugurada a 5 de abril.

Esta instalação é o resultado de uma colaboração entre vários moradores do bairro, o fotógrafo José Sarmento Matos, o arquiteto Paulo Moreira, o rapper Kid Robinn e o Chão — Oficina de Etnografia Urbana. É o único projeto português incluído nesta exposição maior, que tem curadoria de Aric Chen e Martina Muzi.

No interior deste “Model of Jamaika” estão expostas fotografias, é contada a história do bairro e tem um vídeo projetado que relata o dia a dia dos moradores (parte das filmagens foi feita pelos próprios). O tema “Perspetiva”, de Kid Robinn, serve de banda sonora.

O fotógrafo José Sarmento Matos ganhou uma bolsa da National Geographic Society para se focar no tema da desigualdade habitacional durante a crise da pandemia. Passou várias semanas no Bairro da Jamaica entre setembro do ano passado e fevereiro de 2021.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA