cultura

A cena de sexo animalesco que o responsável por “House of The Dragon” retirou da série

Olivia Cooke, a protagonista deste momento em "House of The Dragon", descreveu-o como "sujo, muito confuso e carnal".
Pode ser que a cena apareça nos bloopers.

Sexo e “House of the Dragon” são indissociáveis. No entanto, por vezes, até os guionistas e realizadores concluem que as cenas mais sensuais não são necessárias para o desenrolar da narrativa. Apesar disso,  alguns atores que ficam aborrecidos quando estes momentos são cortados.

Olivia Cooke é um ótimo exemplo. A atriz que interpreta Alicent Hightower revelou à “Elle” que filmou “uma cena de sexo muito animalesco” com Fabien Frankel, que encarna Criston Cole, “mas que acabou por ser retirada durante a pós-produção”.

“Era extremamente suja e confusa. Não era bonita, mas era muito divertida e carnal. Acho que o Ryan [o showrunner] disse que não ensinava nada de novo sobre as personagens, mas eu discordo. Mas a decisão é dele, uma vez que é o responsável pela série”, sublinha.

A atriz de 30 anos não ficou ressentida porque sabe que é assim que Hollywood funciona — algumas coisas são necessárias e outras podem ser descartadas. Mesmo assim, diz aos fãs que é provável que a cena integre uma compilação de bloopers da segunda temporada.

Os novos capítulos estrearam na Max a 17 de junho e retomou a narrativa após os eventos catastróficos do final da primeira temporada. A série inspirada no universo de George R.R. Martin regressa, então, para explorar a turbulenta história da Casa Targaryen, 200 anos antes dos acontecimentos de “A Guerra dos Tronos”.

A produção irá focar-se sobretudo na guerra entre Aegon e Rhaenya Targaryen. Com o desenrolar da trama, os fãs vão-se sentir obrigados a escolher um dos lados. 

“Westeros está à beira de uma sangrenta guerra civil com os Conselhos Verde e Negro a lutarem pelo Rei Aegon e pela Rainha Rhaenyra, respetivamente. Como cada um dos lados acredita ser seu o direito ao Trono de Ferro, os trailers Verde e Negro refletem as duas perspetivas em partes separadas, mas complementares, da mesma história. O público terá de escolher o seu lado da Casa Targaryen enquanto o reino se fragmenta”, lê-se na sinopse.

O elenco da superprodução da Max é composto por Matt Smith, Olivia Cooke, Emma D’Arcy, Eve Best, Steve Toussaint, Fabien Frankel, Ewan Mitchell, Tom Glynn-Carney, Sonoya Mizuno, Rhys Ifans, Harry Collett, Bethany Antonia, Phoebe Campbell, Phia Saban, Jefferson Hall ou Matthew Needham.

E há reforços de peso, com os atores Abubakar Salim como Alyn de Hull, Gayle Rankin como Alys Rivers, Freddie Fox como Ser Gwayne Hightower e Simon Russell Beale como Ser Simon Strong.

Carregue na galeria e conheça outras das séries e temporadas que estreiam em junho nas plataformas de streaming e canais de televisão.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA