compras

Sugestão NiS: há mais um projeto de macramé no Seixal — e vende painéis incríveis

É a seixalense Alexandra Lopes que cria as peças originais (e únicas) que estão disponíveis na Amme.Arte.
Descubra o melhor lado artístico desta marca seixalense.

Entre notícias e números que assustam todo o País, a pandemia também teve (e continua a ter) o seu lado bom. Para muita gente, esta foi a oportunidade perfeita para tirar projetos que estavam guardados há demasiados anos na gaveta. Da mesma forma, muita gente procurou desligar-se desta realidade atípica e foi capaz de encontrar novos hábitos e até talentos.

Na verdade, não foi exatamente esse o caso de Alexandra Lopes, a seixalense que fez nascer a Amme.Arte: um projeto dedicado a uma das técnicas que mais adeptos conquistou durante os últimos dois anos, o macramé. Segundo a fundadora desta marca do Seixal, tudo começou em 2019, quando depois de um período mais difícil a nível de saúde, teve necessidade de encontrar algo onde pudesse exprimir a sua criatividade, “de forma calma e serena”.

Havia várias possibilidades, uma vez que a arte já faz parte da vida de Alexandra Lopes, de 52 anos, há muitos anos. Fez trabalhos de bijutaria, desenho e até pintou a óleo. Além disso, formou-se em Gestão das Artes na Cultura e Educação e, mais tarde, profissionalmente chegou à Administração Pública e atualmente é coordenadora de um gabinete de associativismo.

A lidar todos os dias diretamente com a cultura, gerindo e planeando parte da programação cultural da sua terra, Alexandra encontrou e conheceu “variadíssimas formas de pensar e agir na vida”, contou. O macramé veio também ajudar nisso. “É um trabalho de paciência, de gosto e intuição e, acima de tudo, de foco e concentração. Se nos dispersamos no pensamento, poderemos, quase de certeza, fazer um nó menos correto”, garante.

Depois, como Alexandra é igualmente ligada às terapias holísticas, as peças que cria são normalmente intuitivas e levam consigo boas e serenas energias. “É um trabalho de alma e terapia”, explica. E, na verdade, os seus clientes já perceberam isso. Dia após dia, foi apurando técnicas e a mistura de materiais e hoje são várias as encomendas que chegam às mensagens privadas das suas páginas do Facebook e do Instaram ou através do site da Amme.Arte.

Sobre este negócio seixalense de macramé, que já está a caminho dos três anos de atividade, recebeu o seu nome — como o próprio sugere — do amor e das manifestações de cada um através da arte. “Pelos artistas, artesãos, por cada um de nós que se expressa das mais diferentes formas, seja através da dança, da fotografia, da música, do teatro, escrita, desenho, pintura, artesanato e tantas outras”, esclareceu a artesã seixalense.

As peças da Amme.Arte são inspiradas no dia a dia de Alexandra Lopes

No meio de toda a oferta deste projeto made in Seixal, vai encontrar em maior expressão peças de decoração nomeadamente painéis, caça-sonhos, suportes para plantas, porta-rolos e toalhas e tapeçarias em forma de corações, rosas e até de girassóis. No entanto, apesar de em menores quantidades, as mãos de Alexandra também são capazes de criar bases para copos, porta-revistas, porta-chaves, prende-chuchas, suportes para velas e até bolsas feitas nesta técnica de nós praticamente ancestral.

Para cada uma das suas criações, faz questão de utilizar cordão de algodão de fabrico nacional e nos casos em que são trabalhos de macramé com tecelagem juntam-se à lista de materiais fio de algodão, lã de merino e fios de acrílico.

Alexandra revelou que a inspiração vem da sua intuição, da alma, e da “observação diária do que é menos visível aos olhos de muitos”. A partir dessa ideia, praticamente tudo serve de influência para o seu trabalho. “A natureza inspira-me. O trabalho artístico de diversos autores inspira-me. As boas e pequenas ações de outros inspiram-me. Os animais inspiram-me.”

Os preços dependem do tamanho das peças e dos materiais utilizados, claro. Porém, em conversa com a NiS, Alexandra Lopes revelou que começam nos 25€ e podem chegar a um máximo de 95€. Fisicamente, pode conhecer alguns dos seus trabalhos no Quiosque Li Jewellery, no Terminal Fluvial do Seixal, com quem a Amme.Arte fez uma parceria recentemente.

No que toca à reação das pessoas ao ver os trabalhos de macramé feitos por esta artesã, sabemos que “tem sido excelente”. Os pedidos chegam, além das redes sociais, através de amigos e de clientes que vão passando a palavra. Isto para não mencionar o facto de haver quem compre a primeira peça e volte depois a solicitar outra criação de Alexandra. “Considero que se trata de um voto de confiança no meu trabalho, o que me deixa bastante feliz”, acrescentou por fim.

De seguida, carregue na galeria para conhecer algumas das peças de macramé feitas pela seixalense Alexandra Lopes.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA