compras

Organnika: a nova marca seixalense de saboaria e cosmética natural

Além de champô, amaciador, desodorizante e bálsamo labial, o projeto produz um sabonete próprio para desportos de contacto.
O famoso sabonete desportivo.

A preocupação com o consumo responsável está cada vez mais na ordem do dia. Isso explica o facto de recorrentemente surgirem projetos conscientes, sustentáveis e, desta forma, com pouco (ou nenhum) impacto ambiental. No Seixal, é a Organnika que se afirma como a mais recente marca de saboaria e cosmética natural com todas essas características.

A seixalense Anne Veiga, de 37 anos, é a principal responsável por trazer este tipo de oferta diferenciada para o concelho (e não só). Tudo começou pelo simples facto de a sua filha mais velha ter pele atópica e depois de muito procurar, entre produtos da farmácia e outros, a missão de encontrar a opção mais adequada tornou-se praticamente impossível.

Foi nesse momento, precisamente em 2019, que Anne começou a fabricar produtos de cosmética para a sua casa. Sabonetes, champôs, amaciadores: todos estes artigos essenciais tinham a assinatura da seixalense. Aquilo que era muito pessoal tornou-se depois num projeto com outra dimensão quando Anne ficou sem trabalho durante a pandemia.

“Entretanto fiquei grávida da minha segunda filha e o meu contrato não foi renovado. Portanto, fiquei grávida e desempregada e pensei que era a melhor altura para avançar com este projeto. Neste mês de junho, o projeto arrancou com mais intensidade porque fiquei no fundo de desemprego e aproveitei os apoios do Centro de Emprego para a criação do meu próprio emprego”, conta à New in Seixal.

Na lista de produtos que criou, naquilo a que se refere à saboaria, Anne Veiga coleciona já sete sabonetes. Todos eles passaram por vários testes em laboratório, conseguindo obter a certificação e inscrição no Infarmed. “Todos os sabonetes são feitos apenas com gorduras vegetais, com pigmentos minerais para as cores e óleos essenciais. Não há fragâncias artificiais nem nada disso”, explica a seixalense.

Um dos destaques, porém, vai para um sabonete desenvolvido para desportos de contacto. Na sua composição existem ingredientes antifúngicos e antibacterianos, como o óleo essencial da árvore do chá e o carvão ativado. Além disso, o sabonete tem um formato redondo e leva um cordel para poder ser usado em balneário.

“Temos sempre aquele problema quando nos cai o sabonete no balneário, que é horrível, porque fica ali no ralo onde os outros estiveram a tomar banho. E esta ideia do cordel foi um bocado a pensar nessas situações de balneário”, explicou a responsável pela Organnika.

Entre os produtos que mais se vendem estão os champôs sólidos — que estão a conquistar cada vez mais adeptos. Neste momento, existem três propostas. A marca de cosmética natural lançou ainda um amaciador sólido, um desodorizante e um bálsamo labial. “Por enquanto, porque tudo isto tem um custo e as burocracias são muitas, vão ser só estas as propostas. No futuro espero ter mais produtos”, confidencia Anne à NiS.

A maioria dos preços dependem do tamanho do produto. Sem ser os sabonetes, que custam cerca de 3,95€, os champôs custam, o formato grande 7,40€; o amaciador, no tamanho maior tem o preço de 9,50€ e o mais pequeno 4,40€. Já o desodorizante, que corresponde a uma embalagem grande, custa 9,90€ e, por fim, o bálsamos labial tem o preço de 3,85€.

É possível conhecer a oferta da Organnika através das páginas do Facebook e Instagram. Brevemente estará igualmente disponível o site do projeto. Até lá, fisicamente, pode encontrar os produtos desta marca seixalense em feiras pontuais que vão acontecendo. Anne revelou que estará na LX Factory em data a anunciar. Também pode encontrar os produtos da marca no espaço de jiu-jistu Katsu.

“Quero que este projeto atinja uma escala nacional para continuar com o objetivo da Organnika, que foi sempre ter um modo de consumo mais responsável; com produtos de qualidade; naturais; sem testes em animais. O impacto ambiental também é uma preocupação minha daí ter começado a desenvolver estes produtos. A ideia é que o impacto ambiental, tanto na produção como no consumo, seja reduzido”, remata Anne.

De seguida, carregue na galeria para conhecer algumas das sugestões de saboaria e cosmética natural da Organnika.

ver galeria

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA