compras

Glória Dias: “Acho que vou ter dificuldade em largar este estilo de homewear “

A criadora de contéudos digitais mora em Corroios e respondeu ao questionário da New in Seixal sobre o confinamento.
Tem 25 anos.

Para os fãs mais antigos, é conhecida como a Rapariga dos Saltos, por causa do blogue que criou com conteúdos de moda e beleza. Depois de lançar o livro “O Diário da Rapariga dos Saltos”, em 2016, inspirado no site e na sua vida pessoal, Glória Dias é hoje uma das criadoras de conteúdos mais famosas de Portugal.

Com mais do 100 mil seguidores no Instagram e 160 mil no canal de YouTube, onde partilha vídeos relacionados com a moda, Glória mora no concelho do Seixal, mais concretamente em Corroios. A criativa é a quarta personalidade a enfrentar o inquérito do confinamento da New in Seixal.

Glória confessa que está a passar este tempo isolada em casa, apenas com a sua gata, e que, por isso, não há espaço para muitas discussões. Neste confinamento, aproveitou também para seguir uma das suas séries favoritas da Netflix e ver, finalmente, alguns filmes que estavam pendurados na lista.

O fato de treino é parte obrigatória do guarda-roupa, quer seja para ver televisão ou para assistir às aulas de Pilates dadas pela irmã. E até teve tempo para voltar a jogar no computador.

Com quem é que está a passar o confinamento?
Estou a passar o confinamento sozinha com a minha gata Sophie, apesar de passar os dias em vídeochamada com a minha família e amigos. Fazemos muitos encontros via Zoom para nos sentirmos mais unidos.

Qual é a série de televisão que está a ver neste momento?
Adoro séries de época. Estou neste momento a rever a minha série preferida na Netflix: “Anne with an E”. Digam-me que não sou a única que gosta de rever as suas séries preferidas.

Recomende-nos um livro que nunca devemos ler durante a pandemia.
Posso ser aquela pessoa clichê e dizer que só leio livros quando estou de rabinho sentido na praia? Para mim diria que qualquer leitura pesada, não será o ideal nesta altura.

Aproveitou este período para ver algum filme clássico?
Sim, imensos. Por exemplo,  vi pela primeira vez “Shawshank Redemption”. Sinto que acabei de me envergonhar bastante ao admitir que foi a primeira vez que vi este filme, que é uma história linda sobre amizade.

Qual é a peça de roupa que mais repetiu durante este dias?
Tudo o que sejam fatos de treino mais arranjadinhos. Acho que vou ter muita dificuldade em largar este estilo de homewear. É demasiado confortável. 

Conte-nos o motivo da sua maior discussão familiar nesta fase?
A única coisa positiva de passar o confinamento apenas com a minha gata é o facto de ela não poder reclamar com a minha desarrumação. Portanto, zero discussões deste lado. 

Depois deste confinamento, qual é a comida que nunca mais vai querer ver à frente?
Tenho aproveitado para fazer todas as receitas que sempre disse que ia fazer, mas utilizava a desculpa de falta de tempo. Portanto, por agora, nada. Mas vamos ver se isto dura até ao fim. Posso é confessar que estou farta de lavar tanta loiça.

Tem feito algum tipo de exercício físico?
Tenho a sorte de ter uma irmã que dá aulas de Pilates via Zoom. Acho que se não fosse ela a obrigar-me a fazer as aulas dela, não fazia nada. Obrigado, Cláudia.

Qual é o local da cidade de que tem mais saudades?
Da praia. Eu adoro surfar. Ainda sou bem novata no desporto, mas adoro a sensação de paz no meio do mar. Tenho muitas saudades de jantar fora com os meus amigos e principalmente de ir dançar. Quando isto tudo passar ninguém me segura, nem a mim, nem às minhas amigas.

Conte-nos aquele momento em que o tédio o levou a fazer o impensável.
Há muitos anos que não tinha um jogo instalado no computador. Esta semana, instalei o meu jogo favorito de jardinagem. Chama-se “Alice Greenfingers” e jogava muito na minha infância com a minha irmã. Não acredito que acabei de admitir isto.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA