compras

Estudo: os homens que usam estes polos têm maiores probabilidades de trair

Curiosamente, as mulheres que participaram na investigação não ficaram surpreendidas com os resultados.
Os investigadores usaram polos da Ralph Lauren.

Há um novo estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos da América, que diz que o estilo de roupa de um homem pode dizer muito sobre a sua capacidade de se manter fiel numa relação. Por isso, se anda desconfiada do seu companheiro, pelos vistos não vale a pena tentar ler-lhe as mensagens ou fazer qualquer tipo de stalking — olhe primeiro para a forma como se veste.

Brincadeiras à parte, a verdade é que este estudo existe mesmo e foi publicado a 15 de abril no boletim de personalidade e psicologia social da conceituada universidade americana. Segundo os investigadores, os homens que usam peças de roupa com logótipos grandes, extravagantes ou de luxo têm maiores probabilidades de serem desonestos.

O ponto de partida foi uma teoria de psicólogos evolucionistas que propôs que os hábitos de consumo de um homem facilitam a atração porque preveem o investimento futuro que estão dispostos a colocar nos seus filhos. 

Os resultados da investigação mostraram que os homens que usam T-shirts com emblemas de marcas maiores foram avaliados como fazendo maiores esforços de conquista e menores no investimento parental. Mas também têm um interesse mais elevado em ter encontros sexuais breves.

Estes homens estão menos interessados em relações ou compromissos românticos a longo prazo. Ao mesmo, também estão menos interessados em mulheres que queiram essas mesmas relações estáveis em comparação com os homens que usam camisas, T-shirts, polos ou camisolas com logótipos mais pequenos.

Outro propósito do estudo — conduzido pelo psicólogo evolucionista Daniel Kruger — era determinar se os homens que usam roupas extravagantes eram mais atraentes para as mulheres ou se as mulheres poderiam sentir-se mais atraídas por homens que são ricos e que lhes podem dar um futuro financeiro estável.

O estudo focou-se na Ralph Lauren e os seus famosos polos com o logótipo do cavalo em versão miniatura e os mais recentes, que ganharam uma versão mais ousada e volumosa que não passa despercebida a ninguém. A equipa de investigadores começou por perguntar a um grupo de homens que tipo de peça preferiam usar para ir a uma festa ou a um evento social. Segundo o estudo, os homens preferem o logo mais pequeno para entrevistas de trabalho e eventos formais. 

Curiosamente, as mulheres que participaram na investigação não ficaram surpreendidas com os resultados e até concordaram com eles.

“Contrariamente a serem um sinal confiante e honesto do investimento parental futuro, as exibições de bens de luxo podem por vezes representar investimento em atração de companheiros sexuais, em detrimento de futuro investimento nos filhos”, disse Kruger ao “Daily Mail”, citado pelo “New York Post” sobre o estudo.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA