compras

Este colar é ideal para oferecer às amigas viciadas em astrologia

Há uma versão em prata e outra em dourado — o preço é sempre igual. A sugestão é composta pelas 12 constelações de cada signo.
Vai ser o acessório da Páscoa.

Os restaurantes do Seixal, como a Mundet Factory ou o 100 Peneiras, são conhecidos fora do concelho e atraem até os lisboetas para experiências gastronómicas. No entanto, há também uma etiqueta seixalense que continua a fazer sucesso em Portugal: a Mahiâ Store.

A marca lançada em agosto de 2020 tem novidades que chegam mesmo a tempo das celebrações da Páscoa. Sim, além das malas e das peças de roupa, os acessórios têm vindo a conquistar os seixalenses e os portugueses. Um deles é mesmo um êxito. 

Se está atenta às tendências da moda e à página de Instagram da marca, sabe qual é o produto sobre o qual escrevemos. Estamos a falar, claro, da coleção Constelação — neste caso, sobre o colar-amuleto. “A coleção Constelação foi lançada e foi um sucesso”, lê-se na publicação.

“Esta coleção foi escolhida cuidadosamente, pelos seus pormenores. São peças compostas por delicadas pedras de zircónias brancas que capturam a essência da mistura de arte e ciência da astrologia nas constelações dos signos solares”, começa por nos explicar Daniela Martins, fundadora do projeto. 

“Mais do que uma ligação às constelações do zodíaco, esta coleção reflete os laços entre nós e o universo. Capta a energia interestelar no momento do nosso nascimento, originando um amuleto único cheio de significado para usar com orgulho consoante o seu signo”, acrescenta.

Esta sugestão está disponível em dourado e prateado. Custa 13,50€. O melhor é que tem uma cadeia extensora, o que permite regular o colar da forma como mais gostar. É composta pelas 12 constelações de cada signo.

No entanto, não é a única novidade nesta loja online. Existem também a camisola Flowers, em várias cores, e as malas Sweet Bee, fabricadas em pele (35,90€). 

Há quem publique fotografias nas redes sociais ou quem faça tatuagens no pulso. Tudo isto são formas de homenagear os filhos. Mas há uma seixalense que imaginou uma homenagem diferente para a filha. Daniela Martins tem 33 anos e uma marca própria de peças e acessórios artesanais.

“A minha filha chama-se Maria e como ela pronuncia Mahiâ, decidi dar esse nome à minha marca”, explicou-nos, em 2021, a seixalense. A Mahiâ Store surgiu oficialmente porque Daniela sempre quis ter o seu negócio. Como gostava de joias e acessórios, decidiu optar por este caminho.

Além disso, tinha o marido desempregado, por isso, viu nesta marca uma possibilidade extra de ajudar a família sem ter que sair de casa. “Sempre utilizei acessórios e por vezes tinha dificuldade em arranjar a peça perfeita, então decidi criar uma marca que ajudasse este tipo de pessoas”.

Começou por ver vídeos no YouTube para aprender a criar as suas próprias peças e ler artigos que pudessem ajudar a dominar esta arte. “Percebi que até tinha jeito para isto e foi saindo naturalmente”. Como sempre trabalhou em atendimento ao público, também sabia exatamente o que precisava de fazer para ter sucesso.

Inicialmente, começou apenas por vender peças artesanais, ou seja, anéis, pulseiras, brincos ou até colares. Há várias coleções por onde pode escolher e estão todas acessíveis através da página de Instagram da Mahiâ Store. O preço médio dos produtos é de 12€.

Além das malas, há carteiras feitas por Daniela e porta-joias — uma das peças mais pedidas. “As minhas clientes tinham alguma dificuldade em encontrar no mercado um local para guardar as peças que compravam comigo”. O preço das malas começa nos 19€.

Pode encomendar as suas peças favoritas através das redes sociais. Há entregas em Portugal Continental (e até no estrangeiro). No Seixal é a própria responsável que entrega em mãos às clientes, sem qualquer taxa.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA