compras

Estas são as marcas onde já pode comprar produtos em saldos — apesar da proibição

No entanto, devido à decisão do governo, os descontos são apenas praticados nas lojas online. Há reduções até 60 por cento.

Para os amantes de moda, nenhum momento é mais propício à renovação de guarda-roupa do que a época de saldos. Contudo, este ano, as coisas tornaram-se um pouco mais complexas. Devido à decisão tomada no passado dia 21 de dezembro, em reunião do Conselho de Ministros, a aplicação destes descontos em espaços físicos de venda de retalho foram proibidos até dia 9 de janeiro. O objetivo, segundo as informações transmitidas, é evitar aglomerações nas lojas, para evitar o aumento do número de casos de Covid-19 em Portugal.

Contudo, esta medida não foi suficiente para travar a vontade de algumas marcas, que já declararam aberta a época de saldos. Tal como apontou o porta-voz da Associação de Marcas de Retalho e Restauração, no dia 24 de dezembro, as falhas no documento permitiram que as lojas online aplicassem descontos nos seus produtos. E foi precisamente isso que o tempo acabou por comprovar.

No dia em que oficialmente arrancaria esta época de descontos, muitas foram as etiquetas que decidiram começar a aplicar as reduções às compras feitas através dos seus sites. Mas algumas, como a Zara, Stradivarius ou Mango, optaram por não o fazer. Assim sendo, e para que — caso queira — possa já começar a adicionar produtos ao seu carinho de compras, decidimos reunir as lojas onde pode já comprar peças a metade do preço.

Carregue na galeria em conheça as marcas onde os saldos já entraram em vigor.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA