compras

As pulseiras mais giras para usar (e abusar) neste verão estão à venda no Seixal

Pode encontrá-las no Quiosque Li Jewellery no Terminal Fluvial do Seixal. Há de missangas, pingente e pedras naturais.
Aqui estão as protagonistas deste artigo.

A estação mais quente do ano ainda mal começou. Porém, a boa notícia é que com a ajuda das marcas que ditam sazonalmente as tendências já se pode adivinhar quais serão as peças must have deste verão. No campo dos acessórios são as argolas maxi coloridas e os colares, curtos e compridos, de missangas e carregados de cor que se preparam para ser os grandes protagonistas dos looks de verão.

Esta será uma vez mais a estação dos acessórios alegres e cheios de vida. Por isso, se quer renovar o seu stock, temos uma proposta perfeita. Neste caso, foi no Quiosque Li Jewellery, no Terminal Fluvial do Seixal, que a New in Seixal encontrou alguns modelos de pulseiras que prometem fazer sucesso nos próximos meses.

Cor, missangas, pingente e pedras naturais. Cada um com o seu estilo, os modelos estão a ser um verdadeiro sucesso de vendas da marca seixalense. Os tamanhos são únicos e os preços amigos da carteira. Por exemplo, a pulseira de missangas com um pingente em formato de cruz custa 9,90€. Já as duas peças em pedras naturais nas cores branca e azul têm o valor de 12,50€.

Os novos anéis da Li Jewellery também são um must have.

“A nova coleção de verão baseia-se em muita cor. Temos imensos acessórios com missangas, cheios de cor, que agora são tendência e também acessórios de resina que são a grande tendência desta nova estação”, explica à New in Seixal Liliana Nascimento, a responsável pela Li Jewellery.

Estas pulseiras vêm, assim, reforçar a grande e variada oferta que o negócio de acessórios do Seixal já dispunha. Pode conhecer todas as peças, que prometem combinar on point com o verão, através da página de Instagram da marca.

Sobre a Li Jewellery

O Quiosque Li Jewellery está aberto desde o dia 13 de setembro do ano passado. Tudo começou em março de 2021 quando Liliana Nascimento, depois de ter passado por um problema de saúde que a obrigou a estar em casa durante uns meses, decidiu apostar num negócio que pudesse gerir a partir de casa e numa área diferente.

“Como sempre gostei de acessórios de bijuteria, decidi criar em primeira mão uma marca e expandir nas redes sociais, como o Facebook e Instagram“, revelou na altura à New in Seixal. Depois do sucesso da marca, que faz entregas em todo o País e disponibiliza as peças em alguns pontos de venda, percebeu que estava na altura de ter o seu próprio espaço físico. E assim aconteceu.

“Não existe um conceito deste tipo no Seixal. Se nós quisermos comprar uma peça de bijuteria temos que ir ao RioSul Shopping, onde as propostas são muitas vezes menos acessíveis”, explicou à NiS a empreendedora seixalense de 30 anos formada em Psicologia. E a verdade é que, segundo as palavras de Liliana, as pessoas sentiam realmente falta de um espaço como o Quiosque Li Jewellery, no Seixal.

“Nós também estamos aqui há quatro meses, é uma coisa muito recente, mas o feedback tem sido bastante positivo. Os clientes agora também vão conhecendo e começando a falar. Isso é bom”, acrescentou por fim Liliana Nascimento.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA