comida

O Brindar 37 regressa com novos petiscos originais para comer (e um brunch especial)

Há pratos para todos os gostos e ficaram apenas dois da ementa anterior. O resto da carta são apenas novidades.
Bacalhau fresco numa polme.

Tudo começou num veículo sob rodas. Nuno Matos e Sara Marques são um casal seixalense que esteve sempre ligado ao mundo da restauração e que trabalhou para vários hotéis de cinco estrelas situados em Lisboa. Entretanto, Nuno começou a gostar muito de cozinhar e decidiram em conjunto comprar uma roulote para vender comida. 

“O nosso objetivo não era tanto estar na rua, mas sim termos a possibilidade de fazermos eventos em quintas ou em outros espaços semelhantes”, conta-nos Sara. Começaram por participar em alguns eventos pequenos e surgiu a hipótese de terem um espaço físico para preparem a comida e até receber clientes. 

Como moravam na Margem Sul e dizem que a capital portuguesa já estava saturada de restaurantes, preferiram apostar num local do outro lado do Tejo. A abertura do Brindar 37 ocorreu em março de 2019. Porém, quando começaram a ter sucesso e a ganhar nome no Seixal, chegou a pandemia. 

Os meses sem receber clientes 

Foram meses difíceis, nos quais estiveram fechados como muitos outros restaurantes em Portugal, mas acabariam por recuperar os clientes com o desconfinamento em maio. “Em dezembro, estávamos novamente a funcionar muito bem e de repente tivemos que fechar novamente.”

Funcionaram durante quase três meses apenas por encomenda, ou seja, os clientes tinham que fazer o seu pedido através das redes sociais e ir levantar ao Brindar 37.

“Optámos por não ter o take-away sempre aberto porque é uma incógnita, mas sim ter uma opção onde as pessoas pedissem com antecedência”.

Este restaurante, situado em Santa Marta do Pinhal, é apenas gerido pelo casal. “Não é uma tarefa fácil, como somos os dois sozinhos a trabalhar, mas tentamos sempre dar um bom serviço aos nossos clientes”.

A reabertura deu-se a 19 de abril, quando o governo permitiu aos restaurantes voltarem a receber clientes no seu interior, e não foi a 5 de abril, porque não tem esplanada. Apesar de todas as dificuldades, os clientes mantêm-se fiéis ao Brindar 37 e continuam a ir comer ao restaurante, sempre que possível. 

“Nós fazemos toda a comida no próprio dia para o cliente, tanto que temos muitas vezes poucas doses de cada prato.”

Os novos petiscos

De forma a tentar atrair novos clientes, pensaram numa nova carta. “O meu marido inspirou-se e gosta muito dos sabores do mundo, sobretudo na parte asiática.”

Entre os clássicos do espaço estão as gyosas de camarão ou as codornizes panadas, que são marinadas durante quatro a oito horas, e que fazem as delícias dos clientes. 

Nas novidades, e se preferir algo mais leve, pode optar por uma salada de queijo com crocantes, feita à base de queijo de cabra, picles e beterraba, ou uma tarte de queijo derretido com tomate. Além disso, há camarões salteados numa tosta e acompanhados por uma salada.

O brunch

Para o Dia Da Mãe vai haver um brunch que começa a ser servido à mesa uma tábua de dois andares com vienoisserie, charcutaria, queijo fresco, manteiga e doce variado. De seguida, há um prato de fruta variado, iogurte com granola e bolo do dia. A possibilidade de pedir ovos, bacon ou panquecas também existe. “Não seria um brunch sem o sumo de laranja natural incluído, um café ou bebida quente.” Custa 15€ por pessoa. 

O Brindar 37 tem espaço para 25 de pessoas, mas por causa das restrições existem apenas 12 ou 14 lugares disponíveis.”Queremos também que as pessoas se sentiam à vontade para estarem no restaurante e sem terem que pensar num distanciamento.”

Quem manda nisto tudo

Nome: Nuno Matos e Sara Marques
Idade: 39 e 33
Prato favorito: Salada de uvas, queijo de cabra e frutos secos
Guilty pleasure: Sushi e um bom espumante
Convença-nos a visitar o espaço: “Restaurante e garrafeira com petiscos fora do normal, com sabores portugueses e do mundo, conceito para partilhar e relaxar com um bom vinho ou cerveja.”
 

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Praceta João Azevedo 5B, 2855-587 Corroios
    2855-587 Corroios
  • HORÁRIO
  • Todos os dias das 19h às 22h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
internacional

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA