comida

Idosos vão ensinar receitas e desvendar pratos antigos no Seixal

Muitos truques e pequenas alterações estão a ser perdidas com o tempo: chegou a hora de aprender com quem sabe.
Um conhecimento geracional.

Os mais velhos costumam dizer que antigamente as coisas eram melhores e duravam mais tempo. Em parte é verdade, já que vivemos numa cultura de consumo e fast fashion, onde tudo muda de dia para dia, incluindo as receitas.

Antes, acontecia exatamente o oposto, a tradição era valorizada e os pequenos truques e dicas passavam de geração em geração, em todos os campos da nossa vida. Com a chegada das empresas de entregas, existem cada vez menos pessoas a cozinhar e a querer aprender com os avós.

Para reverter a tendência, está a chegar a 14.ª edição da Mostra Gastronómica Ementas Saudáveis com Receitas Antigas no Seixal. Cremes de cenoura ou de ervilhas, bacalhau à lagareiro, feijoada de choco, sopa de tomate com ovos escalfados e pudim de pão são algumas das especialidades apresentadas nesta edição.

A iniciativa, que vai decorrer a 29 de maio, das 13 às 15 horas, na Quinta da Fidalga, tem como objetivo sensibilizar e promover hábitos alimentares saudáveis, valorizar a cultura gastronómica portuguesa e dinamizar o intercâmbio entre as várias associações de idosos. Organizada pela Câmara Municipal do Seixal e associações de reformados do Seixal, esta mostra integra-se na programação do Maio Social 2024 e é realizada desde 1997.

“Além de se constituir como uma mostra da gastronomia tradicional portuguesa, permite a partilha de receitas antigas, saudáveis e saborosas. Os saberes e sabores das gerações mais antigas são apresentados nesta iniciativa que valoriza o envelhecimento ativo, o convívio e a partilha de conhecimentos, perpetuando no tempo a história de uma cultura e a valorização gastronómica”, diz o presidente da autarquia, Paulo Silva, à New in Seixal.

A atividade conta com a participação das associações de reformados, pensionistas e idosos de Arrentela, do Fogueteiro, de Pinhal dos Frades, de Fernão Ferro, de Amora, de Corroios, de Miratejo, de Paio Pires e da Torre da Marinha.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA