comida

Estas caixas de brigadeiros são gourmet (e têm 9 sabores diferentes)

O negócio pertence a um casal seixalense que sempre gostou de cozinhar.

Embora haja quem aproveite o tempo livre para começar uma nova série, um livro ou até dedicar-se à meditação, são muitos os portugueses que se dedicam à cozinha e a aperfeiçoar a arte da confeitaria. Os negócios de brigadeiros não param de surgir um pouco por todo o País.

Agora, no concelho do Seixal, foi criada mais uma marca deste doce brasileiro. A Sweet Flavours foi fundada por um casal seixalense que sempre quis ter o seu negócio na área da confeitaria. “Já há algum tempo que andávamos com esta ideia e agora no final do ano decidimos fazer uns brigadeiros para a família”, explica à New in Seixal Tânia Figueiredo.

A família adorou o resultado e decidiu incentivar o casal a dedicar-se mais a sério a este hobby. Mas, a paixão não começou aqui. “Desde que a minha avó fazia os doces típicos de Natal que eu a ajudava e acabei por criar algum interesse pela doçaria portuguesa”, revela Tiago Figueiredo, a outra cara da marca. Usou este interesse e comprou vários livros de receitas para colocar em prática tudo o que a avó o ensinou. Nos anos seguintes foi fazendo alguns doces, mas nunca nada de sério.

Com o confinamento e o teletrabalho perceberam que poderia ser o momento ideal para avançar com um negócio de doces e aproveitaram o sucesso dos brigadeiros na família para definir o conceito. Fizeram vários testes nos três meses seguintes, até acertarem na receita ideal. “Nesta fase de teste tentámos mais perceber o que é que as pessoas gostavam e a área que iríamos cobrir”.

A pandemia não assustou o casal e até ajudou no lançamento. “Como tínhamos mais tempo livre, conseguimos conciliar o nosso trabalho diário com este passatempo e gerir tudo foi, sem dúvida, mais fácil”, conta Tiago. Embora as possibilidades económicas dos portugueses tenham diminuído por causa da pandemia, há sempre espaço para um doce — e que vai certamente animar o seu dia. 

Os tais brigadeiros especiais

“Cada pessoa tem a sua maneira de fazer os brigadeiros, mas eu dediquei-me bastante a criar uma receita boa e que fosse do agrado da maioria”, explica Tânia. Teve ajuda de amigas brasileiras, que sempre tiveram as suas versões, e acabou por adaptar a sua criação à medida que foi experimentando. 

A versão de doce de leite.

Estes brigadeiros são caseiros, gourmet e cremosos, e prometem agradar até a quem não é fã deste tipo de doces, como é o caso do marido de Tânia.

Atualmente, têm nove sabores, mas os mais pedidos são os de Oreo, Ferrero Rocher, chocolate branco e o chocolate de leite. Em breve, vai também haver uma versão em creme bruleé e uma opção com nutella.

Apesar de serem um negócio com menos de um mês, o feedback tem sido muito positivo. “A maioria das pessoas após experimentar diz sempre que são muito cremosos e deliciosos e há até quem repita na mesma semana a encomenda”, confessam. Não há também pressa para tornar a Sweet Flavours no trabalho principal do casal seixalense. “O que tiver de acontecer, acontece”. 

Pode encomendar apenas as caixas de brigadeiros, que não podem ser vendidos à unidade. Há boxes com quatro, seis, 12 ou 24. As entregas, por enquanto, são asseguradas apenas na Margem Sul e há planos para entregarem em Lisboa, assim que o confinamento o permitir.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA