comida

Bella Verde: o novo café de comida internacional do Seixal

O espaço abriu em janeiro e pretende trazer pratos e ingredientes de todo o mundo até Belverde.
Um local de paz e tranquilidade.

Walter Ruiz, 43 anos, sempre se deixou levar pela vida, assume-se como uma pessoa espontânea que vai para onde o vento empurra. Um dia, planeou umas férias com os amigos e foi direto da Argentina para Paris, mal sabia ele que esta simples viagem o levaria a conhecer o amor da sua vida e o conectaria ao Seixal para sempre.

Stephanie Camacho, 40 anos, é filha de imigrantes portugueses, nasceu em França e formou-se como estilista de moda feminina. Sempre foi passar férias com os pais à Verdizela, no Seixal. Numa dessas férias, foi com Walter, o seu novo companheiro de vida.

Estiveram 15 anos em Paris, até que quiseram procurar uma vida mais calma, longe da confusão da capital francesa. Olharam para o Seixal e viram uma terra “ligada à natureza, calma e com boas praias”. Fizeram as malas e vieram morar para a Baía da Amora com os dois filhos, Pablo, de sete anos e Lúcio, com cinco.

O primeiro objetivo estava concluído: instalarem-se em Portugal. “Passámos quatro meses à procura de uma loja de roupa feminina, em Lisboa. Procurámos em todos os sites e agências, até no Idealista, mas nunca conseguimos encontrar nada para a Stephanie trabalhar como estilista”, diz Walter à New in Seixal.

Um dia, enquanto estavam a passar por Belverde, viram que o café “O Cantinho do Tio Toni” estava à venda. Foi um impulso, Walter ligou o pisca, saiu do carro e foi lá beber duas cervejas. Quando terminou, pediu para falar com o proprietário e lançou a proposta. Depois de algumas negociações, ficaram com o espaço.

“É como disse, o meu único objetivo é ser feliz, é tudo espontâneo e impulsivo. Sou formado em Arquitetura e Design, a Stephanie em Estilismo e Moda e, agora, somos responsáveis por um estabelecimento de café e refeições. A vida leva-me e eu vou com ela”, confessa.

Depois de mudanças profundas no espaço, que incluíram a mudança do balcão, mesas, cadeiras e decoração, o Bella Verde foi inaugurado no dia 19 de janeiro de 2024. Com música ambiente e paletes de castanho claro e verde, este é o local ideal para apreciar sabores, o sossego e a paz da periferia do Seixal.

O que há para provar

Como Walter é argentino e Stephanie é francesa, é óbvio que a comida e os sabores que chegam a este café são internacionais. Apesar de existirem ingredientes vindos de todo o mundo, a base para estes pratos é a bruschetta, uma iguaria típica de Itália feita à base de pão.

Assim, pode criar vários tipos de bruschetta, basta mudar o topping. Neste sentido, as próximas criações serão uma bruschetta mexicana com carne de frango e jalapeños e uma asiática. De todas as bruschettas, destacamos a burrata (10,50€) com pão alentejano, molho de tomate caseiro, queijo flamengo, queijo de ovelha, alface rústica, mortadela de bologna, burrata, olho de trufas, sementes, manjericão, vinagre balsâmico e tomates cherry.

Muitas bruschettas são servidas como um petisco, mas aqui são uma refeição completa, acredite. Outra adição que será feita nos próximos tempos são as tábuas de queijo e presuntos com produtos de origem portuguesa, italiana e francesa. Estes são os grandes ex-libris do espaço, o queijo, as ostras e o champanhe vêm de França, o presento chega de Espanha e Walter quer trazer a famosa carne, salsichas e vinho da Argentina até ao Seixal.

“Queremos também inserir tábuas de queijos e enchidos. Todo o queijo é originário de França e Itália. Queremos trazer elementos de diferentes países. Não são tábuas para picar, são opções grandes para serem servidas como uma refeição completa. É quase tudo feito no café, até o molho utilizado nas bruchettas é confecionado de forma caseira”.

Depois, ainda existe a componente mais clássica de café e pastelaria. Há doces, salgados, café, cerveja, sumos, panquecas e muitas sobremesas caseiras feitas por Stephanie. Por ser um local seguro e calmo, costuma ser o spot favorito para o after school de Pablo e Lúcio, que levam os amigos até lá e brincam no parque ao lado. Com o calor de Portugal, a subtileza de França e o estilo argentino, este novo espaço tem 22 lugares sentados na esplanada e oito no interior do café.

Carregue na galeria para descobrir mais detalhes sobre o espaço e ver o aspeto da bruschetta.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Praceta Gladíolos loja 11
    2845-486 Amora
  • HORÁRIO
  • De segunda a quinta-feira, das 9h às 22h
  • Sexta-feira, das 9h às 23h30
  • De sábado a domingo, das 9h30 às 19h
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA