comida

As três irmãs que se juntaram num negócio de gelados — e têm novos sabores

Conheça a história de Stephanie, Barbara e Natália que vieram do Brasil para a Margem Sul à procura de mais segurança.
Um dos sabores mais pedidos.

Se há sobremesa que carateriza a chegada do calor é, sem dúvida, o gelado. Num cone ou num copo estão presentes nos supermercados, restaurantes ou até em gelatarias. No entanto, há um tipo de gelado que está a ficar famoso em Portugal — e que pode ser entregue em casa. 

O geladinho tem tradição brasileira, mas, na verdade, segundo os relatos, começou com os marinheiros norte- americanos que consumiam produtos processados congelados em pequenos sacos de plástico. Os geladinhos eram uma das opções mais famosas. 

No final da 2.ª Guerra Mundial, alguém trouxe a iniciativa para o Brasil, que por ser um país tropical aproveitou esta sobremesa diferente e a adotou como um prato tradicional. Agora, começaram também a chegar a Portugal, com vários negócios de entrega ao domicílio.

A Geladinhos Gourmet é um desses projetos. Foi lançado por três irmãs brasileiras que vieram para Portugal em anos distintos. O objetivo era apenas um: encontrar uma vida mais segura. Em 2017, encontraram-se as três em Almada, com a mãe.

“Esta empresa foi criada num momento de crise financeira pós-pandemia, no âmbito de criarmos uma renda extra e também trazer um produto que não existe em grande quantidade em Portugal”, conta-nos Stephanie Barros, com 29 anos. 

Em conjunto com as irmãs Barbara, com 26 anos, e Natália, de 24 anos, aventuram-se neste projeto em junho de 2020. Quiseram recriar esta sobremesa de verão que pode ser conhecida como geladinhos, sacolé ou Chup-Chup. “A nossa ligação com este universo veio da nossa infância do Brasil, onde era muito comum venderem esses gelados artesanais.”

A pandemia não impediu que as irmãs lançassem este projeto, até porque foi um dos impulsionadores do negócio. Esta família queria procurar uma forma de rendimento extra e aproveitaram um momento difícil para criar a empresa familiar. 

A Geladinhos Gourmet começou como um negócio da Margem Sul, mais concretamente de Almada, mas com entregas em toda a Grande Lisboa, incluindo no Seixal. O objetivo era trazer alguma nostalgia da infância dos brasileiros que moram atualmente em Portugal e também introduzir um produto diferente aos portugueses durante o período mais quente do ano.

Os sabores são frescos 

Há quatro linhas de geladinhos que pode pedir. Os tropicais incluem sabores como manga, morango, graviola ou maracujá e custam 1€ por unidade. Nos tradicionais já há misturas de sabores, como a opção de ananás com hortelã ou laranja com acerola — todos a 2€.

Além disso, há uma linha de sabores premium, com opções de doce de leite ou de oreo, ou então os gourmet, com um geladinho de M&Ms com creme ou Kinder Bueno. “A Geladinhos Gourmet descreve-se com um sentimento de lembrança, saudade e de relembrar raízes.”

Agora, com a chegada de mais uma época balnear, lançaram novos sabores dos geladinhos, que prometem agradar aos clientes. Os sabores de açaí com leite nido, milho verde, café com chocolate ou caipirinha estão disponíveis desde 30 de maio. 

“O nosso maior objetivo é conseguirmos ter a nossa loja física, para estarmos abertos todo o ano e conseguirmos atender os pedidos dos nossos clientes com excelência.”

Uma das opções.

MAIS HISTÓRIAS DO SEIXAL

AGENDA